quinta-feira, 27 de setembro de 2012

A IMPORTÂNCIA DA BIOÉTICA


ÉTICA E MORAL
Atualmente se discute muito sobre ética: ética na
política, ética na educação, ética na pesquisa, ética na
saúde, etc. Mas, o que é ética? Qual a diferença entre a
ética e a moral?
O termo ética provém do grego ethos, que significava “morada”, “lugar em que vivemos” e passou a
significar “o caráter”; “o modo de ser” que uma pessoa
ou um grupo vai adquirindo ao longo da vida. Por outro
lado, “moral” procede do latim mos, moris que significava “costumes”, mas passou a significar, também, “cará-
ter” ou “modo de ser”. Apesar dos termos ética e moral
serem etimologicamente equivalentes, moral é diferente
de ética.
Moral é um conjunto de princípios, valores e normas que regulam a conduta humana em suas relações sociais em determinado momento histórico. O que é moral
em um momento pode não ser em outro. A moral é imposta, por exemplo, pelo Código Civil. A ética implica
na opção individual, escolha ativa, requer adesão íntima
da pessoa a valores, princípios e normas morais. A pergunta básica da moral é “o que devemos fazer?”, enquanto que a da ética é “por que devemos fazer?”, ou seja,
“que argumentos corroboram e sustentam o que estamos
aceitando como guia de conduta?”.
Portanto, o comportamento ético exige reflexão
crítica diante dos dilemas, na qual devem ser considerados, entre outros, os sentimentos, a razão, os patrimônios
genéticos, a educação e os valores morais. Essa reflexão
pode causar desconforto, ansiedade e angústia, visto ser
um processo ativo “de dentro para fora”, e é por isso que
sem a autonomia, a justiça e a tolerância para ouvir os
pontos de vista dos outros e aceitar em mudar os pró-
prios, não existe o comportamento ético.
GÊNESE E DESENVOLVIMENTO DA BIOÉTICA
Discutir sobre ética nos remete à Bioética, que
procede do grego bios, vida e  ethos, ética, que significa
ética da vida. Mas, como ocorreu a gênese e o desenvolvimento da Bioética?
O termo Bioética foi descrito pela primeira vez em
um artigo de 1970 de Van Rensselaer Potter, The science
of survival e, no ano seguinte, num livro do mesmo autor
Bioethics: bridge to the future.  Também em 1971, Andre
Hellegers utiliza esse termo para nomear o Institute for
Study of Human Reproduction and Bioethics, instituição
importante na gênese e desenvolvimento da Bioética.
Entretanto, determinar o nascimento da Bioética não é
fácil, vários são os fatos e documentos que tiveram impacto na sua gênese e desenvolvimento.
Dentre os documentos e acontecimentos relevantes, destacamos o Código de Nuremberg (1947), conhecido como o marco inicial sobre a discussão da ética na
pesquisa em seres humanos. Este código foi descrito
em virtude das atrocidades ocorridas durante a Segunda
Guerra Mundial, nos campos de concentração nazistas,
e relatadas no julgamento de Nüremberg (1946). Além
dessas atrocidades nazistas, a explosão da bomba atô-
mica no Japão, em 1945, também foi um fato histórico
importante para a reflexão Bioética.
Outros documentos importantes para a Bioética
foram a Declaração de Genebra (1948), que representou
uma atualização da ética hipocrática e a Declaração de
Helsinque (1964), que na realidade foi uma revisão do
Código de Nuremberg. Esta última foi revisada em 1975
(Tóquio), 1983 (Veneza), 1989 (Hong Kong), 1996 (Somerset West, República da África do Sul) e 2000 (Edimburgo, Escócia). Na última revisão da Declaração de
Helsinque estabeleceram-se, também, as normas para a
pesquisa médica sem fins terapêuticos.
Abaixo citamos alguns fatos históricos importantes de deslizes éticos na pesquisa biomédica que influenciaram a gênese da Bioética:
• caso Tuskegee (Alabama), iniciado nos anos 40
e perpetuado até 1972, quando  negou-se tratamento a quatrocentos negros sifilíticos.
                         

9 comentários:

  1. Convoca-se a importância da Bioética como um alicerce que pode ser de decisões equânimes, vez que compete ao Estado garantir a distribuição, com justiça e igualdade, da riqueza produzida por toda a população para toda a Nação.

    ResponderExcluir
  2. A Bioética trata dos aspectos éticos relacionados com a Vida. Se a conduta é correta, adequada, justa ou incorreta, inadequada e injusta , com isso se preocupa a Bioética. De maneira geral, podemos considerá-la a partir de dois aspectos diferentes que, no entanto, estão relacionados um com o outro: um aspecto aborda as questões da natureza e o meio ambiente, como por exemplo o uso adequado ou não da água;os cuidados ou não com a poluição,o desmatamento, etc.Enfim trata de vários aspectos,ela da moral e a imoral da vida.

    ResponderExcluir
  3. A bioética é importante para impedir práticas imorais como as usadas por Hitler durante a 2a guerra. Com as experiências malucas de Hitler, como por exemplo, injetar esperma do próprio sujeito na corrente sanguínea, fazendo com que o sistema imunológico atacasse e destruísse os testículos do sujeito não se fizeram grandes descobertas.

    Mas aquelas descobertas feitas quebrando o código de ética da medicina e do direito à vida e a liberdade, proporcionaram grandes avanços como nos medicamentos que vemos hoje que aumentam e melhoram a qualidade de vida. Cito: antihipertensivos, medicamentos para diabetes, impotência, tratamento para depressão e muitíssimos outros.

    Essa é a importância da bioética na medicina. Proporcionar o desenvolvimento saudável da ciência. Hoje uma das principais preocupações, talvez a maior, seja em relação as células tronco embrionárias. Muitos entendem que seria uma espécie de aborto antecipado, uma forma de homicídio e por isso criminosa e anteética. Como se trata de vida, bioética.

    ResponderExcluir
  4. A importância das discussões em bioética, em razão do seu caráter transdisciplinar, é fazer com que a ciência não utilize indiscriminadamente as novas tecnologias logo que se tornem viáveis, mas somente apenas após possuir o conhecimento e a sabedoria suficientes para utilizá-las em benefício da humanidade e não em seu detrimento. Nesse sentido, a bioética permitirá que a sociedade decida sobre as tecnologias que lhe convêm.

    Em suas diversas áreas, a Bioética tem uma importância significativa para a sociedade. Ampliou muito seu espectro de abrangência, refletindo em um grande interesse repentino dos governantes e das mais variadas instituições públicas e privadas, religiosas ou laicas, com relação ao tema.

    ResponderExcluir
  5. Assim a bioética tem a responsabilidade de alertar a sociedade da realidade existente no mundo da biotecnociência, deve a bioética ser critica, ser analítica e reflexiva diante das ações políticas e ideológicas. Infelizmente os cientistas não estão preocupados com o bem estar social e sim com o lucro que podem ter com a manipulação genética e outros, ou seja o fator econômico esta a frente do cientifico e a bioética tem essa responsabilidade de evitar que a genética seja um fator ideológico determinista.
    Ética e Moral
    Ética é um conjunto de conhecimentos extraídos da investigação do comportamento humano ao tentar explicar as regras morais de forma racional, fundamentada, científica e teórica. É uma reflexão sobre a moral.
    Moral é o conjunto de regras aplicadas no cotidiano e usadas continuamente por cada cidadão. Essas regras orientam cada indivíduo, norteando as suas ações e os seus julgamentos sobre o que é moral ou imoral, certo ou errado, bom ou mau.
    No sentido prático, a finalidade da ética e da moral é muito semelhante. São ambas responsáveis por construir as bases que vão guiar a conduta do homem, determinando o seu caráter, altruísmo e virtudes, e por ensinar a melhor forma de agir e de se comportar em sociedade.

    ResponderExcluir
  6. A relevância da bioética vem sendo desenvolvida a partir do desenvolvimento genético e de suas relações com o ser humano. São inúmeros os casos de eugenia que a própria mídia e os comitê de bioética vem apresentando, são situações diversas, mas de grande importância a vida humana. A coluna dorsal é a manipulação do genoma, que tem como objetivo um aprimoramento genético, mas que não reconhece o ser humano e simplesmente o seu genótipo, ou seja, cria-se um reducionismo biológico, ameaça a biodiversidade e ainda a imposição dos padrões genéticos sendo impostos a partir daqueles que datem o poder na sociedade.
    Assim a bioética tem a responsabilidade de alertar a sociedade da realidade existente no mundo da biotecnociência, deve a bioética ser critica, ser analítica e reflexiva diante das ações políticas e ideológicas. Infelizmente os cientistas não estão preocupados com o bem estar social e sim com o lucro que podem ter com a manipulação genética e outros, ou seja o fator econômico esta a frente do cientifico e a bioética tem essa responsabilidade de evitar que a genética seja um fator ideológico determinista.


    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. A bioética é extremamente importante, pra que casos como corrupção sejam evitados dentro de redes de saúde, mais o que realmente irá contar, é a consciência de cada indivíduo ou seja, seu caráter, sua moral, e da formação que o mesmo teve, que sem duvida contribui muito para, que as coisa fluam bem, é o que mais o caracterizara um profissional da saúde, agir independente de suas vontades, em prol de outros, e aplicando, na pratica seus valores, e sua orientação, ou seja, contribuindo para o bem estar geral da população é isso que eu espero de profissionais da saúde, mais respeito, para com os mais necessitados, que não se deixem levar por falsas promessas em troca de benefícios, que sejam mais fiéis a sua profissão...

    ResponderExcluir
  9. A importância da Bioética, como o ramo do conhecimento humano responsável por uma regulação ético-moral adequada em relação às novas técnicas médico-biológicas.

    Segundo a Encyclopedia of bioethics, o termo bioética é um neologismo derivado das palavras gregas "bios"(vida) e "ethike"(ética). Pode-se defini-la como sendo o estudo sistemático das dimensões morais - incluindo visão, decisão, conduta e normas morais - das ciências da vida e do cuidado da saúde.

    ResponderExcluir